A Electronic Literature Organization (ELO) tem uma premiação anual para obras literárias e de crítica da literatura eletrônica.

Nesse ano, o livro Small Screen Fictions, organizado por Astrid Ensslin, Paweł Frelik, e Lisa Swanstrom, onde publiquei o capítulo Children Making Meaning with Story Apps: A 4-year-old Transaction with The Monster at the End of This Book  recebeu o segundo lugar do prêmio Katherine Hayles, para crítica da literatura eletrônica. É uma enorme honra fazer parte dessa conquista. O fato de o prêmio ter o nome de uma das maiores pensadoras da literatura hoje dá um gostinho ainda mais especial.

E o júri destacou os capítulos dedicados à literatura infantil digital (incluindo o meu):  “I loved that it began with works for young readers, establishing a lifelong readership for e-literature. I appreciated the interactive use of my own small screen to sample content  as embedded in the codex. The topics and perspectives were diverse and the collection casts a wide net.”

O primeiro lugar ficou para a obra já seminal Electronic Literature, de Scott Rettberg, sobre os gêneros da literatura eletrônica. O segundo lugar ficou empatado com o também ótimo The Digital Literary Sphere, de Simone Murray. Se você se interessa na discussão de toda a parafernalha digital que circunda a literatura hoje (ou colocando em bonito academiquês, nos paratextos digitais), esse livro é imperdível.

Saiba mais no site da ELO.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s